quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Blame Zeus reveal new album info


Que os Blame Zeus estavam a preparar um novo trabalho já todos sabíamos, contudo os pormenores ligados ao mesmo estavam envoltos em secretismo… até hoje! “Seethe” será o título do terceiro longa-duração da banda, o primeiro a sair debaixo do selo da Italiana Rockshot Records. Será composto por 10 temas originais e contou com a colaboração dos convidados Rui Duarte (ex RAMP) e Marco Resende (The Fuzz Dogz, ex Low Torque, ex Stone Cold Lips); a arte-de-capa ficou a cargo de Gustavo Sazes (Morbid Angel, Arch Enemy, Firewind, James LaBrie, Amaranthe, Kamelot, God Forbid, The Mission, etc). Este trabalho terá lançamento mundial a 8 de Novembro e tem já 3 datas oficiais para o efeito:

- 9 de Novembro no Hard Club
- 16 de Novembro no RCA (com os nossos The Fuzz Dogz)
- 30 de Novembro no bar da Associação Recreativa e Cultural de Músicos, em Faro

"Seethe" track list:

01- How To Successfully Implode
02 - Déjà Vu
03 - Down To Our Bones
04 - White
05 - Bloodstained Hands
06 - The Obsession Lullaby
07 - Into The Womb
08 - No
09 - The Warden
10 - The Crown And The Gun

\m/

We all knew Blame Zeus were preparing a new album yet the details around it were wrapped in secrecy… until now! “Seethe” will be band’s third studio album, the first to be released under Italian Rockshot Records seal. It will have 10 original tracks and has Rui Duarte (ex RAMP) and Marco Resende (The Fuzz Dogz, ex Low Torque, ex Stone Cold Lips) as guest musicians; the cover art was in charge of Gustavo Sazes (Morbid Angel, Arch Enemy, Firewind, James LaBrie, Amaranthe, Kamelot, God Forbid, The Mission, etc). This work will be released worldwide on November 8th and has 3 official dates scheduled:

- November 9th at Hard Club
- November 16th at RCA (with our The Fuzz Dogz)
- November 30th at Associação Recreativa e Cultural de Músicos, in Faro

"Seethe" track list:

01- How To Successfully Implode
02 - Déjà Vu
03 - Down To Our Bones
04 - White
05 - Bloodstained Hands
06 - The Obsession Lullaby
07 - Into The Womb
08 - No
09 - The Warden
10 - The Crown And The Gun

\m/

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Guess not all the bands like our work...


Quem segue o projecto Metal Em Portugal e, mais importante, quem me conhece pessoalmente, sabe a dedicação e o profissionalismo que tenho naquilo que faço, mesmo não tendo formação específica em nenhuma das áreas em que opero, e sabem também que o que mais me enche de orgulho é o reconhecimento pelo trabalho feito. Isso pode ser visto por todos através dos comentários nas publicações mas há também os outros agradecimentos: artistas que seguem a página, artistas que partilham o trabalho feito, artistas que me contactam a pedir autorização para utilizarem esses mesmos trabalhos (fotos, textos, vídeos) como meio de se promoverem. E antes que pensem que são apenas as “pequenas” bandas que o fazem, garanto-vos que muito desse reconhecimento vem das que já cá andam há muito tempo e sabem dar valor ao trabalho de quem faz disto uma paixão. Por esta altura devem estar a perguntar o porquê deste desabafo… bom, é que há sempre o reverso da medalha, há sempre aquela banda que não aceita de bom grado aquilo que foi feito.

Este fim-de-semana fui pela primeira vez a um evento, não como “profissional”, mas apenas para passear, estar com os amigos a comer, beber e ouvir música. Mas o hábito já é tanto que não saio de casa sem as máquinas, acaba sempre por dar aquela vontade de tirar uma ou outra foto ou fazer um vídeo. Foi o que aconteceu, não a todas as bandas mas algumas (não vi os concertos todos). Hoje decidi publicar os vídeos que fiz nesse evento no meu canal no Youtube e, qual não foi o meu espanto, tenho um comentário da própria banda a questionar quem me deu autorização para gravar e a exigir a remoção imediata do vídeo sob a ameaça de ser apresentada uma queixa e consequente acção legal. Um aparte sobre o canal que funciona desde 2013: nele coloco vídeos de todas as bandas que vi, numa lógica de divulgação das mesmas e dos eventos relacionados. Apenas 1 vez me foi bloqueado 1 vídeo porque envolvia a Sony e já se sabe que as grandes cadeias são mais “complicadas”. Não recebo dinheiro por eles, nem pelo Youtube, nem pelos promotores/editoras, nem pelas bandas. Bom, decidi então contactar a banda pelo Facebook para tentar perceber o motivo, pois numa pesquisa descobri mais alguns vídeos de outros eventos onde a mesma banda atuou. A conversa não começou da melhor maneira pois do outro lado veio novamente o mesmo tom prepotente e de desprezo por quem os contactava; esse “episódio” foi ultrapassado tendo o interlocutor pedido por várias vezes desculpa pela forma como respondeu. Tudo resolvido, passei então à questão fundamental; aqui reside o meu espanto pelos argumentos apresentados (sem nenhuma ordem específica):

. A editora é muito reservada em relação à promoção da dita banda - são opções e estratégias de cada um, que devem ser respeitadas, contudo sendo uma banda jovem penso ser do interesse dos mesmos que toda e qualquer publicidade a eles e ao seu trabalho traga frutos. Não sendo o meu canal um “case study” em termos de audiência, consegue no entanto chegar a muitas partes do mundo também pelo facto de que utilizo diversos canais de partilha de conteúdos.
. Os vídeos que vi foram autorizados e previamente visualizados pela editora - bom, salvo exceções, por norma só faço 1 vídeo de 1 música (não gravo concertos inteiros como já me pediram) e a música é sempre aleatória (dá-se o caso de ter várias vezes a mesma música de uma determinada banda). Os vídeos que existem tem 15 minutos, 25 minutos e por aí… bom, se uma editora veda 1 música mas permite várias então há aqui algo que foge à lógica. Ainda para mais 1 dos vídeos tinha uma qualidade de som/imagem que não se pode considerar das melhores; e é aqui que me dá perplexidade pois as minhas filmagens são bastante superiores àquela, e questiono-me se terão inclusivé pago pela mesma. Uma coisa é certa, se quiserem o meu vão ter de o pagar!
. Referiram que a promoção, o material e a forma como o fazem é da inteira responsabilidade deles e da editora, rematando com a observação “é tudo legal” - claro que sim, e só por isso retirei de imediato o vídeo em todas as publicações. Contudo, alertei para o facto de ter igualmente tirado fotos deles, o que tendo sido feito num local de acesso público e sem restrições me dá o direito de as publicar. Mas não o farei pelo simples facto de que não merecerem que perca tempo a editá-las e a poderem aproveitar material de qualidade.

O assunto ficou resolvido, retirei o vídeo como pedido e agradeceram a minha compreensão. Contudo, a minha indignação pela forma superior com que iniciaram a abordagem, a forma peremptória como recusaram manter o vídeo disponível e, como referido no início, a atitude por parte de uma banda que ainda tem muito que provar, fizeram-me escrever este texto. Serve também de alerta para os meus “colegas de profissão” para se precaverem contra possíveis (felizmente poucas) atitudes menos simpáticas de bandas/editoras. Omito o nome da banda/editora pois está o assunto encerrado, votos de muito sucesso mas com toda a certeza sem a minha ajuda; omito também o nome do evento pois pode dar azo a comentários que serão de todo injustificáveis pois esta foi uma situação alheia a eles e continuarei a apoiar da forma que me for possível, como até aqui.

PS: Por vezes leio comentários sobre o estado do underground Nacional, sobre desentendimentos entre bandas, promotores e afins, pequenas picardias e atitudes menos louváveis, onde fica a ideia que “lá fora é que é bom”. Pois, como podem ver, lá fora pode ser pior… o underground só avança a 1 só voz, não se esqueçam disso.

\m/

Those who follow Metal In Portugal project and, most importantly those who know me personally, know the dedication and professionalism I have in what I do, even though I don't have specific training in any of the areas I operate in and they also know that what makes me proud of is the recognition for the work done. This can be seen by everyone through the comments in the posts but there are also other thanks: artists who follow the page, artists who share the work done, artists who contact me asking permission to use those works (photos, texts, videos) as a means of promoting themselves. And before you think it is only the "little" bands that do it, I assure you that much of this recognition comes from those who have been around for a long time and know how to value the work of those who make it a passion. By now you must be asking why this outburst… well, there is always the reverse of the medal, there is always that band that does not gladly accept what has been done.

This weekend I went to an event for the first time, not as a “pro” but just for a walk, being with friends eating, drinking and listening to music. But the habit is so much that I do not leave home without the machines, always ends up giving that desire to take a picture or a video. That's what happened, not all bands but some (I haven't seen all the concerts). Today I decided to post the videos I made at this event on my YouTube channel and, not to my surprise, I have a comment from the band itself asking who gave me permission to record and demanding the immediate removal of the video under the threat of complaining and consequent legal action. An aside about the channel that has been running since 2013: I put videos of all the bands I saw, in a logic of spreading them and related events. Just once I had 1 video blocked because it involved Sony and it is already known that the big companies are more "complicated". I don't get money for them, not from Youtube, not from promoters/publishers, nor from bands. Well, I decided to contact the band through Facebook to try to understand why, because in a survey I found some more videos of other events where the same band performed. The conversation did not begin in the best way, for on the other side came the same arrogant tone of contempt for those who contacted them; this “episode” has been overtaken by the caller repeatedly apologizing for the way he responded. All resolved, I then proceeded to the fundamental question; here lies my astonishment at the arguments presented (in no specific order):

. The publisher is very reserved regarding the promotion of this band - they are options and strategies of each one that must be respected, however being a young band I think it is in their interest that any publicity to them and their work brings fruits. Since my channel is not a “case study” in terms of audience, it can however reach many parts of the world also because I use several content sharing channels.
. The videos I saw were authorized and previously viewed by the publisher - well, unless exceptions provided, I usually only make 1 video of 1 song (I don't record whole concerts as I was asked) and the song is always random (in some cases I capture several times the same song of a particular band). The videos that exist are 15 minutes long, 25 minutes and so on… well, if a publisher prohibits 1 song but allows several, then there is something beyond logic. Besides 1 of the videos had a sound/picture quality that can not be considered the best; and this is where it gives me perplexity because my filming is quite superior to that one, and I wonder if they will even have paid for it. One thing is for sure, if you want mine you will have to pay for it!
. They mentioned that the promotion, the material and the way they do it is entirely their responsibility and that of the publisher, finishing with the remark “it's all legal” - of course, and that's why I immediately removed the video in all publications. However, I warned that I also took pictures of them, which being done in a publicly accessible place without restrictions gives me the right to publish them. But I will not do so simply because they do not deserve me to waste time editing them and being able to enjoy quality material.

The matter was settled, I removed the video as requested and they thanked for my understanding. However, my indignation at the superior way in which they started the approach, the peremptory way in which they refused to keep the video available and, as mentioned in the beginning, the attitude of a band that still has much to prove, made me write this text. It also serves as a warning to my “professional colleagues” to guard against possible (fortunately few) less sympathetic band/publisher attitudes. I omit the name of the band/publisher because the subject is closed, I wish them very a successful career but certainly without my help; I also omit the name of the event as it may give rise to comments that will be completely unjustifiable as this was a situation unrelated to them and I will continue to support them as much as possible, as hitherto.

PS: Sometimes I read comments about the state of the National underground, about disagreements between bands, promoters and the like, small naughtiness and less praiseworthy attitudes, leaving the idea that "abroad is better". So, as you can see, it can be worse out there ... the underground only advances with one voice, don't forget that.

\m/

Rhapsody Of Fire @ Milagre Metaleiro 2019

Cloven Hoof @ Milagre Metaleiro 2019

Midnight Priest @ Milagre Metaleiro 2019 - Ecstasy

Lèpoka @ Milagre Metaleiro 2019 - Yo Controlo


Gwydion @ Milagre Metaleiro 2019

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Stratovarius @ Vagos Metal Fest 2019 - Enigma

Stratovarius @ Vagos Metal Fest 2019 - Enigma

Napalm Death @ Vagos Metal Fest 2019

Vltimas @ Vagos Metal Fest 2019 - Truth And Consequence

Iron Reagan @ Vagos Metal Fest 2019 - They Scream

Dagoba @ Vagos Metal Fest 2019 - When Winter...

Visions Of Atlantis @ Vagos Metal Fest 2019 - Release My Symphony

Vendetta F.M. @ Vagos Metal Fest 2019

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Wormwood @ Vagos Metal Fest 2019 - The Achromatic Road

Satyricon @ Vagos Metal Fest 2019 - Repined Bastard Nation

Death Angel @ Vagos Metal Fest 2019 - The Moth

Alestorm @ Vagos Metal Fest 2019 - Nancy The Tavern Wench

Letters From The Colony @ Vagos Metal Fest 2019

S.D.I. @ Vagos Metal Fest 2019 - You're Wrong

Infraktor @ Vagos Metal Fest 2019

Midnight Priest @ Vagos Metal Fest 2019 - Hellbreaker

Repulsive Vision @ Vagos Metal Fest 2019

Aborted @ Vagos Metal Fest 2019 - The Holocaust Incarnate + Coffin Upon ...

terça-feira, 13 de agosto de 2019

The Godiva with Purgatory Orchestra @ Vagos Metal Fest 2019

The Godiva with Purgatory Orchestra @ Vagos Metal Fest 2019

Six Feet Under @ Vagos Metal Fest 2019 - The Day The Dead Walked + Seed ...

Watain @ Vagos Metal Fest 2019

Primal Fear @ Vagos Metal Fest 2019 - King Of Madness + The End Is Near

Týr @ Vagos Metal Fest 2019 - Ragnars Kvæði

Necrophobic @ Vagos Metal Fest 2019

Exumer @ Vagos Metal Fest 2019 - Catatonic

Redemptus @ Vagos Metal Fest 2019

Ways. @ Vagos Metal Fest 2019 - So Far So Good

terça-feira, 30 de julho de 2019

Interviewing Haeredium - "Ascension", the band and the future

[PT] "Os Franceses Haeredium lançaram recentemente “Ascension”, segundo álbum no qual podemos perceber a sua abordagem multicultural. Isso despertou a curiosidade em descobrir mais sobre uma banda que tem a capacidade de ir ainda mais longe na cena."

[ENG] "French Haeredium have recently released “Ascension”, sophomore album in which we could perceive their multicultural approach. That arouse the will to discover some more of a band that has the ability to go further in the scene."

sexta-feira, 5 de julho de 2019

Glasya - Heaven's Demise

[PT] "...Os Glasya apresentam-se como uma banda de metal sinfónico cuja frontwoman Eduarda Soeiro pretende assumir a posição de líder das hordas de fãs do género. Demasiado ambicioso? Vamos ver…"

[ENG] "...Glasya present themselves as a symphonic metal band whose frontwoman Eduarda Soeiro aims to assume the position of leader for the hordes of fans in the genre. Too ambitious? Let’s see…"

domingo, 30 de junho de 2019

Mercic - Mercic_5

[PT] "Carlos Maldito, mentor do projeto Mercic, foi também membro de outros projetos os quais entretanto deixou para se focar exclusivamente neste. Reunindo um leque de nomes (alguns já conhecidos, outros a despontar) do underground Nacional, deu assim forma ao novo lançamento singelamente intitulado “Mercic 5”.

[ENG] "Carlos Maldito, Mercic’s project mentor, was also member of other projects in the meanwhile abandoned so he could focus only on this one. Gathering some names (some known, others emerging) on the National underground, this way he gave form to its newest release simply called “Mercic 5”."

domingo, 16 de junho de 2019

Left Hand Path Full Album Premiere


Os Romenos Left Hand Path lançam amanhã via Loud Rage Music o seu homónimo trabalho de estreia e temos o prazer de vos dar a oportunidade de o ouvir em primeira mão. Este quinteto, formado por músicos de diversas nacionalidades e já com larga experiência na cena, apresenta 6 faixas de peso onde a voz gritada/grunhida de Cristian é bem acompanhada pela melodia de contornos progressivos. Ritmo contagiante, guitarras elaboradas e uma bateria que preenche muito bem as melodias são os ingredientes desta receita. A partir de amanhã, EP disponível para compra na página da editora.

\m/

Romanin’s Left Hand Path release tomorrow via Loud Rage Music their homonymous debut work and we have the pleasure to give you the opportunity to listen to it first hand. This quintet, formed by musicians from several nationalities and with vast experience in the scene, present 6 weight tracks here Cristian’s screamed/growled voice is well accompanied by a melody with a progressive approach. Catchy rhythm, intricate guitars and drums that fill up well the melodies are the ingredients for this recipe. EP available for purchase from tomorrow on at label’s page.

\m/

quinta-feira, 13 de junho de 2019

Constantine - Aftermath

[PT] "O guitarrista Grego Constantine Kotzamanis está de volta aos trabalhos a solo com o seu mais recente “Aftermath” que, ao contrário de “Shredcore”, apenas tem uma faixa instrumental sendo que todas as outras são cantadas por convidados."

[ENG] "Greek guitarist Constantine Kotzamanis is back with a new solo work with its most recent “Aftermath” which, unlike “Shredcore”, has only one instrumental track being all the remaining ones sang by guest singers."

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Mind Driller - Involution

[PT] "Depois de ter lançado “Red industrial” em 2012 e “Zirkus” em 2016, os Espanhóis Mind Driller lançaram em Março passado o seu terceiro álbum, “Involution”, desta vez debaixo do selo Art Gates Records."

[ENG] "After releasing “Red industrial” in 2012 and “Zirkus” in 2016, Spanish Mind Driller released past March their third album “Involution”, this time under Art Gates Records seal."

domingo, 2 de junho de 2019

North Music Fest 2019

[PT] "Decorreu no passado fim-de-semana a terceira (segunda realizada no edifício da Alfândega do Porto) edição do North Music Fest (NMF). A edição deste ano trouxe com ela algumas alterações, de onde destaco o segundo palco pelo qual passaram algumas sonoridades interessantes. "

[ENG] "Last weekend took place the third (second at Alfandega do Porto building) edition of North Music Fest (NMF). This year’s edition brought some changes from where I highlight the second stage in which some interesting sonorities took place."

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Ragnhild - Tavern Tales

[PT] "Formados em 2012, os Indianos Ragnhild lançaram agora o seu trabalho de estreia “Tavern Tales”. Constantes mudanças de membros levaram a que levassem mais tempo até este lançamento, mas o importante é que ele está aí..."

[ENG] "Created in 2012 Indian band Ragnhild releases now their debut work “Tavern Tales”. Several member chances led them to take more time until this release but the most important is that he’s finally here..."

domingo, 12 de maio de 2019

Tribulance - The Aftermath Of Lies

[PT] "Tribulance são uma banda cujas composições são fortemente inspiradas pelo thrash mas que combinam outros elementos... Quando tudo isto é combinado com peso e medida tem tudo para resultar."

[ENG] "Tribulance are a band whose compositions are strongly inspired by thrash but combine other elements... When all of this is combined within bounds has everything to succeed."

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Haeredium - Ascension

[PT] "Formados em 2010 e com [até agora] apenas um álbum editado, desde cedo se percebeu que a abordagem ao folk metal dos Franceses Haeredium fugia um pouco do convencional. Com o lançamento de “Ascension” confirma-se a multiculturalidade musical da banda."

[ENG] "Created in 2010 and with [so far] just one release, soon we realized that French Haeredium approach to folk metal was unconventional. With the release of “Ascension” it confirmed the band’s musical multiculturalism."

sexta-feira, 19 de abril de 2019

KorrectioN - Outlaws

[PT] "Ao ritmo da instrumental “C & D” entramos numa viagem de quase 4 minutos de puro deleite musical, embalados pelo ritmo rock/blues que se apresenta em crescendo..."

[ENG] "At the rhythm of the instrumental “C & D” we go for a journey of nearly 4 minutes of pure musical delight, cradled by rock/blues rhythm that presents itself in an increasing pace..."

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Sober Truth - Psychosis

[PT] "Os Alemães Sober Truth regressam a uma sonoridade mais thrash, mantendo ainda assim a sua versatilidade de género num trabalho que se revela mais pesado e rápido do que o seu antecessor."

[ENG] "German Sober Truth return with a more thrashy approach yet maintaining its versatility in genres in a work that reveals itself more heavier and faster than its predecessor."

sábado, 6 de abril de 2019

Gwyn Ashton - Sonic Blues Preachers

[PT] "Mais do que mestria na execução, os blues são sentimentos passados do músico para o ouvinte, mas se for possível aliar ambos então o deleite é total. “Sonic Blues Preachers” é o resultado esperado da junção de 2 grandes músicos que se entregam em pleno aos seus projectos, é como que um passeio pela sonoridade rock/blues nos mais variados estados de espírito."

[ENG] "More than mastery in performance, blues are feelings passed from the musician to the listener but if it’s possible to have both it’s a total delight. “Sonic Blues Preachers” it’s what we could expect from combination of 2 great musicians that fully commit to their projects, it’s like a walk through rock/blues sonority in its various states of mind."

quinta-feira, 28 de março de 2019

Silentvice - Letters To Death

[PT] "De “The Last Breath of an Innocent Heart” para este “Letters To Death” nota-se uma evolução positiva da banda... Quatro anos após o trabalho de estreia os Silentvice parecem finalmente encontrar o seu rumo."

[ENG] "From “The Last Breath of an Innocent Heart” to this “Letters To Death” it’s noticeable a positive evolution of the band... Four years after the debut Silentvice appear to have finally found their course."

terça-feira, 26 de março de 2019

Vagos Metal Fest 2019


O cartaz para o Vagos Metal Fest 2019 está [quase] fechado com a adição dos mais recentes nomes: os Noruegueses Satyricon como cabeças-de-cartaz para o dia 10 de Agosto que vêm apresentar ao público Português o seu mais recente “Deep Calleth Upon Deep”, os thrashers Alemães Exumer tocam dia 09 de Agosto e também eles trazem novo trabalho (“Hostile Defiance”) e as bandas Portugueses Basalto (stoner/doom para ouvir no dia 8 de Agosto) e Diesel Humm (também para dia 8). Ficam apenas 2 lugares em aberto, sendo que um será ocupado pela banda vencedora do VMF Band Contest, ficando apenas a faltar o anúncio do 2º cabeça-de-cartaz para o dia 9 de Agosto que irá fazer parelha com os Suecos Watain. Acima podem ver o alinhamento para os 4 dias do evento; os passes gerais estão já à venda na BOL a 65€. Mais informações em https://vagosmetalfest.com/.

\m/

Vagos Metal Fest 2019 poster is [almost] complete with the recent band’s addition: Norwegian Satyricon has headliners for August 10th who will present to the Portuguese audience their most recent “Deep Calleth Upon Deep”, German thrashers Exumer, also with a new work (“Hostile Defiance”), will play on August 9th and Portuguese bands Basalto (stoner/doom to listen on August 8th) and Diesel Humm (also for the 8th). There are only 2 available spots with one being filled with winning band from VMF Band Contest, being the remaining one to August 9th 2nd co-headliner to be announced, who will be pairing Swedish Watain. Above you can see the band’s alignment for the entire event; all access tickets are now on sale at BOL at 65€. More info at https://vagosmetalfest.com/.

\m/

quinta-feira, 21 de março de 2019

Nekhrah - Cosmic Apostasy

[PT] "Os Nekhrah apresentam um trabalho que mistura algumas vertentes do metal extremo e cujo resultado são músicas não muito díspares apesar de todas as influências, mantendo uma linha sonora equilibrada entre peso, técnica e groove."

[ENG] "Nekhrah present a work that mixes several extreme metal branches whose result are songs who are not too uneven despite all the influences, maintaining a balanced sonorous line between weight, technique and groove."

terça-feira, 19 de março de 2019

The Fuzz Dogz - Basement Blues Pt.1 @ Woodstock 69

[PT] "O bar Woodstock 69 foi o local escolhido para o regresso dos The Fuzz Dogz ao Porto, desta vez para apresentarem o seu trabalho de estreia “Basement Blues Pt.1”."

[ENG] "Woodstock 69 bar was the chosen place to welcome The Fuzz Dogz return to Oporto, this time to present their debut work “Basement Blues Pt.1”."


domingo, 17 de março de 2019

The Fuzz Dogz @ Woodstock 69 - Demons Loose

Shutter Down @ Woodstock 69 - The Edge Of Domination

Sugiru @ Woodstock 69 - Ontem

Voltaica - Voltaica

[PT] "Os Galegos Voltaica lançaram no passado mês de Outubro o seu álbum de estreia, “Voltaica”; este trabalho marca o regresso da banda após um interregno de uma década desde a demo lançada em 2008."

[ENG] "Galician band Voltaica released last October their debut album “Voltaica”, whose work sets the band’s return after a 10 year’s interregnum since the demo release in 2008."

domingo, 10 de março de 2019

Getting to know more about Sollar band

[PT] "Os Sollar são o mais recente projeto de rock/metal progressivo a aparecer na cena underground Nacional. Vamos então conhecer um pouco mais da banda, dos seus membros e da sua forma de estar na cena."

[ENG] "Sollar are the most recent prog rock/metal project to appear on the Portuguese underground scene. So let’s get to know some more about the band, their members and their way to be in the scene."

sábado, 9 de março de 2019

Aara - So Fallen Alle Tempel

[PT] "Berg e Fluss apresentam um trabalho que combina o black ambiente com a vertente mais clássica, com riffs que nos prendem a atenção e melodias bem estruturadas."

[ENG] "Berg and Fluss present us an album that combines black ambiance with a more classic branch, with riffs that catch our attention and well structured melodies."

segunda-feira, 4 de março de 2019

Iberian Rock Fest - Report

[PT] "Reportagem do Iberian Rock Fest feita por Sabena Costa, com imagens captadas pela lente de Luís Azevedo."

[ENG] "Iberian Rock Fest report made by Sabena Costa, with photos captured by the lense of Luís Azevedo."


terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Saephe


Da mente de Pedro de Sá surgiu o projecto Saephe, que se propõe a fazer música cuja temática lírica está relacionada com a história de Portugal. Apesar de ter sido idealizado em 2008, diversas contrariedades levaram a que só agora fosse possível lançar o primeiro single, "Maldras , My King". Mas esta espera valeu a pena pois resultou numa faixa bem equilibrada em termos de peso e melodia. A voz de Pedro Magalhães (Sotz') soou-me bastante bem, por momentos pareceu-me próxima do timbre de Piotr Wiwczarek, enquadrando-se perfeitamente no ritmo. Mais temas estão já a ser preparados, pela amostra avizinha-se algo de bom a caminho. Pedro de Sá conta ainda com a colaboração dos seguintes músicos: Rodolfo Cardoso (ex WC Noise) no baixo e guitarra, Jisus Rocha (Sotz') na guitarra e Marcelo Rúben Aires (Norunda, Blood Hunter, Sullen, Pinturas Negras, W.A.C.O.) na bateria.

\m/

From Pedro de Sá mind came project Saephe, dedicated to make music whose lyrical theme is directly related with Portugal's history. Although being idealized back in 2008, several setbacks made it only now possible to release the first single, "Maldras, My King". But this waiting was worth it because it resulted in a well balanced track regarding weight and melody. Pedro Magalhães' (Sotz') vocals sounded pretty well to me, sometimes it sounded closer to Piotr Wiwczarek 's timbre, fitting well in the rhythm. More tracks are now being readied, by the sample we may expect something good on the way. Pedro de Sá counts also with the following musicians collaboration: Rodolfo Cardoso (ex WC Noise) on bass and guitar, Jisus Rocha (Sotz') on guitar and Marcelo Rúben Aires (Norunda, Blood Hunter, Sullen, Pinturas Negras, W.A.C.O.) on the drums.

\m/

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Lords Of Salem - Hell Over Salem

[PT] "Puro rock ‘n roll, sem grandes enfeites e com uma abordagem simples e direta, fazem deste “Hell Over Salem” um trabalho digno de registo onde se pode escutar um revivalismo sonoro que não soa datado, apesar das claras influências dos clássicos."

[ENG] "Pure rock n’ roll, without big trimmings and with a simple and straight approach make this “Hell Over Salem” a work worth of notice where we can listen a sonorous revival that doesn’t sound dated, despite the obvious classics influences."

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Dark Helm - Hymnus De Antitheist

[PT] "Neste segundo registo os Dark Helm mostram que estudaram bem a lição e foram capazes de desenvolver um trabalho coeso que musicalmente reflete bem a ideia por detrás da conceptualidade. A inclusão do folclore foi feita de modo a dar destaque ao mesmo tempo que funciona como parte do todo, ou seja, consegue desempenhar dois papéis distintos sem que se sobreponham."

[ENG] "On this sophomore Dark Helm show they’re learned their lesson well and were capable of developing a cohesive work that musically reflects well the idea behind the conceptuality. The use of folklore was done in order to highlight it and at the same time works as part of the all, meaning it can carry out two distinctive roles that don’t overlap itself."

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Agradecimento | Thank You


No passado dia 2 a Metal Em Portugal teve o prazer de organizar o seu primeiro evento, Iberian Rock Fest, que decorreu na cidade de Vigo na La Fábrica de Chocolate. O propósito inicial era o de intercâmbio entre bandas das 2 regiões, permitindo a ambos os lados mostrarem o que de melhor têm para oferecer no seu underground. Tendo em conta a nossa inexperiência mas certos das nossas capacidades, fomos capazes de levar um número considerável de fãs aos quais se juntaram outros tantos, não só para apoiarem a banda local como para apreciarem as visitantes. Sem nenhuma ordem em especial gostaríamos de agradecer às seguintes pessoas/entidades:

  • La Fábrica de Chocolate por nos terem recebido tão bem e permitirem que a noite decorresse de forma prazerosa e animada.
  • Strike Tours - um muito obrigado ao Mário Azevedo que desde logo aliou o seu conhecimento e experiência e que sem dúvida deu um grande contributo para que fosse possível a realização deste sonho.
  • Scream Of The Soul - para além de terem contribuído com um grande grupo de seguidores foram ainda capazes de nos presentear com um concerto “adaptado” devido à ausência de Rudi. Onde muitos poderiam ver uma adversidade eles viram uma oportunidade de mudar.
  • Blame Zeus - (mais um) grande concerto nesta sua primeira atuação fora de Portugal, desde logo agarraram e cativaram o povo Galego que ficou agarrado à sua performance, provando que o vaticinei há 2 anos atrás era verdade.
  • Mano de Piedra - Fran Álvarez foi o meu “alter ego” do lado Galego, sem a sua preciosa ajuda talvez não tivesse sido possível a realização deste evento. Concerto poderoso e de grande nível, uma banda a mostrar em breve ao público Português.
  • João Torrão e Emília Machado (Rock&Radio) - pelo apoio e companheirismo desde sempre.
  • Aos media que ajudaram a promover este evento.
  • A todos os presentes no recinto.
  • À minha companheira Cristina Silva, pela compreensão e paciência

Não vamos ficar por aqui, há muito trabalho a ser feito daqui para a frente. Obrigado a todos vocês que estão desse lado a ler isto, sem o vosso apoio isto não seria possível.

\m/

Past February 2nd Metal Em Portugal had the pleasure to organize its first event, Iberian Rock Fest, that took place in the city of Vigo at La Fábrica de Chocolate. The main purpose was the interchange of bands from both regions, allowing each side to show what they have best to offer regarding underground. Having in mind our inexperience but certain of our capabilities, we were able to take a large number of fans from Portugal to whom many more from Spain joined, not only to support the local band but also to enjoy the visiting ones. Without any special order we would like to thank the following people/entities:

  • La Fábrica de Chocolate for welcoming us so well and made it possible for the night to run pleasantly and cheerful.
  • Strike Tours - a big thank you to Mário Azevedo who from the beginning gave us is knowledge and experience who were undoubtedly a great contribution for the making of this dream.
  • Scream Of The Soul - besides contributing with a great number of followers they were also able to gives an “adapted” concert due to Rudi’s absence. Where many could have seen an adversity they saw an opportunity to change.
  • Blame Zeus - (another) great gig in this debut beyond borders, since the beginning they grabbed and attracted Galician crowd who got hooked to their performance, proving that what I’ve predicted 2 years ago was true.
  • Mano de Piedra - Fran Álvarez was my “alter ego” on the Galician side, without his precious help maybe it wouldn’t have been possible to make this event to work. Tremendous great level gig, a band to show soon to the Portuguese audience.
  • João Torrão and Emília Machado (Rock&Radio) - for their support and companionship since ever.
  • To the media who helped promoting this event.
  • To all the ones attending the gig.
  • To my better half Cristina Silva, for her comprehension and patience.

We won’t stop here, there is a lot of work to do from now on. Thank you to all of you on that side reading this, without your support none of this would have been possible.

\m/

Foto de / Photo by: Sabena Costa

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Deathtale - The Origin Of Hate

[PT] "“The Origin Of Hate” é o terceiro álbum dos Austríacos Deathtale. Lançado no passado mês de Dezembro, marca a estreia dos lançamentos da banda através da Espanhola Art Gates Records."

[ENG] "“The Origin Of Hate” is Austrian’s Deathtale third album. Released last December it marks the debut of the releases through Spanish Art Gates Records label."

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Inner Blast - Prophecy

[PT] "Apesar de formados em 2006, apenas em 2012 os Lisboetas Inner Blast lançam o seu primeiro trabalho, o EP “Sleepless Monster”; 4 anos depois chega então o momento de avançarem com o álbum de estreia “Prophecy”."

[ENG] "Although created in 2006 only in 2012 Lisbon based band Inner Blast have released their debut EP “Sleepless Monster”; 4 years later comes the time for the debut album “Prophecy”."

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

100ADN + OIHB + Meu General @ Hard Club

[PT] "Numa fria noite de Janeiro o rock cantado em Português desceu à cidade para aquecer o ambiente. No passado dia 19 100ADN, O Incrível Homem Bomba (OIHB) e Meu General juntaram forças para animar a Sala 2 do Hard Club."

[ENG] "In a cold January night Portuguese sang rock came to town to heat up the scene. Last 19th 100ADN, O Incrível Homem Bomba (OIHB) and Meu General joined forces to cheer up Hard Club’ Sala 2."

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Serrabulho - Porntugal (Portuguese Vagitarian Gastronomy)

[PT] "Com isto em mente, Serrabulho entrega-nos neste álbum uma bela obra onde se sente que foi colocado todo o amor e carinho possível na sua elaboração. Se és fã de grindcore ou até nem por isso, mas queres passar uns valentes minutos a sorrir e a abanar a cabeça ou até bailar, compra, faz download ou vai ao Spotify e aprecia a cacofonia de sons que estes transmontanos nos trazem."

[ENG] "With this in mind, Serrabulho deliver us in this album a fine work where we can feel all the possible love and care have been put into its preparation. If you’r a grindcore fan or even not quite but still want to spend some good time laughing while headbanging or even dancing, buy it, download it or go to Spotify and appreciate the sound cacophony that these transmontanos give us."